Arquivo da categoria Curiosidades

10 curiosidades sobre Conan, o Bárbaro de Arnold Schwarzenegger

Conan, o Bárbaro é um filme de 1982 estrelado por Arnold Schwarzenegger, dirigido por John Milius e juntamente co-escrito com Oliver Stone. O filme se passa em um mundo pré-histórico com magia negra e selvageria. Na história, Conan, um jovem bárbaro, procura vingança pela morte de seus pais. O Filme fora baseado nas histórias de Robert E. Howard.

Veja aqui 10 curiosidades sobre o filme:

  1. O filme Conan foi idealizado após Edward R. Pressman e Edward Summer assistirem um documentário de fisiculturismo onde Arnold Schwarzenegger participava.
  2. Pressman não conhecia absolutamente nada de Conam, até Summer o levar em uma loja de quadrinhos e mostrar-lhe o universo de Frank Frazetta.

3. Os dois amigos levaram quase cinco anos para bolar toda a configuração do filme e conseguir convencer Arnold Schwarzenegger.

4. Com o projeto todo feito, eles o levaram até a Paramount Pictures que lhes ofereceu um orçamento de $2,5 milhões de dólares.

5. O roteirista Oliver Stone desenvolveu um roteiro já imaginando toda uma franquia de filmes a cada 2 anos. Porém, o roteiro teve muito pouca inspiração nas histórias de Conan, tendo exércitos de mutantes e aberrações genéticas, transformando o universo selvagem de Conan em um mundo devastado pelo fogo nuclear, sem falar que o orçamento passaria para 40 milhões.

6. Em uma viagem para Londres, Stone e Pressman ficaram sabendo que o famoso produtor Dino De Laurentiis estava hospedado no mesmo hotel que eles, Pressman decidiu ir até ele e apresentar-lhe o roteiro de seu filme. De Laurentiis a princípio gostou do roteiro, apesar de achar muito violento. E, após um longo período de negociações, ele resolveu comprar e assumir o controle financeiro e produção do filme.

7. De Laurentiis usou sua influência para apresentar o projeto para a Universal Pictures, mas os preocupantes elementos violentos do roteiro de Stone permaneceram. Sempre pensando fora da caixa, De Laurentiis chamou John Milius para dirigir o filme e retrabalhar o roteiro. Milius por sua vez já havia demonstrado interesse no projeto, mas não havia dito nada. Mas, estimulado por seu amigo Ron Cobb, ele concordou em se juntar ao projeto na condição de ele poder reescrever o roteiro.

8. Milius manteve muitas cenas da primeira metade do roteiro de Stone mas descartou a segunda metade onde apareciam os mutantes. Ele trouxe a “sobrevivência do mais apto” e a evolução de Conan de garoto magricela para musculoso guerreiro. Enquanto trabalhava no roteiro, Milius tinha um grupo de pesquisadores que procurava por materiais de cultos antigos e qualquer outra informação.

9. Milius e Ron Cobb queriam um mundo coerente e relativamente crível, e para isso eles estudaram celta e design nórdico.

10. O personagem de Conan apareceu pela primeira vez na revista Weird Tales, em 1932 com a história de Robert E. Howard, “The Phoenix and the Sword”.

Essas foram só 10 curiosidades, tem muito mais ainda. Fique ligado. Você conhecia alguma dessas curiosidades? Deixe nos comentários a sua opinião sobre essa matéria.

Fonte: io9.gizmodo.com

22 curiosidades sobre Jackie Chan que, talvez, você não sabia

Que Jackie Chan é um lutador e ator todo mundo sabe. Mas você sabia que Chan raramente usava dublês em suas cenas de luta? As vezes ele passava horas em uma única cena só para ter certeza de que ela sairia o mais real possível.

 

Veja outras curiosidades como essa logo abaixo.

  1. Jackie Chan quase foi vendido quando criança para um médico britânico por sua família ser muito pobre.
  2. Chan ingressou no Instituto de Pesquisa Opera com 7 anos quando seus pais foram para a Austrália. Ele passou 10 anos de sua vida nessa escola onde foi rigorosamente treinado em música, dança e artes marciais tradicionais.
  3. Sua primeira participação em um filme foi no filme cantonês Big and Little Wong Tin Bar, com apenas 8 anos.
  4. Em 1971, Chan foi embora para a Austrália encontrar seus pais, mas não demorou muito para que ele voltasse para Hong Kong. Lá, Chan adotou o nome artístico Chen Yuan Long.
  5. Seu primeiro papel como protagonista foi em Little Tiger from Canton, até então, Chan apenas fazia figuração.
  6. Muito talentoso, não demorou muito até que ele se tornasse coordenador de dublês e em seguida diretor, mesmo nunca tendo estudado sobre filmes, sua escola foi os filmes.
  7. Após a morte de Bruce Lee a busca por um substituto era grande, e Jackie Chan era mais que apto a receber a faixa. Assim, Chan decidi não imitar Lee, mais sim desenvolver o seu próprio estilo de cinema. Em 1978 ele já era famoso na Ásia toda com seu estilo de luta desde Lee.
  8. Sua grande estreia como diretor se deu em 1980 com o filme The Young Master, esse foi um marco nos filmes de artes marciais, sendo o primeiro a misturar comédia-pastelão com ação.
  9. Em 1985, durante as filmagens de Police Story muitos dublês ficaram feridos e nenhum deles voltaria a trabalhar com Chan novamente. Então, por conta disso, Jackie fundou a Jackie Chan Stuntmen Association, cujos membros ele treinava pessoalmente e pagava suas contas médicas.
  10. Ele dirigiu e estrelou Armour of God e Mr Canton and Lady Rose, filmes record em bilheteria de Hong Kong.
  11. Chan teve sua própria companhia de produção, a Golden Way.
  12. Em 1998 ele dublou o personagem Shang na versão chinesa de Mulan, cantando a trilha sonora do filme.
  13. Entre 2000 e 2005, Chan dublou a si mesmo no desenho animado Jackie Chan Adventures, mas isso não é nenhuma surpresa pra ninguém.
  14. Rush Hour 3 arrecadou mais de $258.000.000.
  15. The Karate Kid, filme de grande sucesso de bilheteria, arrecadou mais de 358 milhões dólares com orçamento de apenas 40 milhões.
  16. Ao longo de sua carreira Chan recebeu inúmeros elogios e premiações, tendo a sua própria estrela no Hollywood Walk of Fame.
  17. Chan diz ter quebrado todos os ossos do corpo, ele quase morreu durante as filmagens de Armour of God quando caiu de uma árvore fraturando o crânio.
  18. Devido a suas acrobacias nas cenas, nenhuma seguradora da Ásia e EUA aceitaram um contrato com Chan.
  19. Além de filmes e TV, Chan lançou também 20 álbuns em uma variedade de línguas desde 1984. Surpreso?
  20. Chan canta as músicas tema dos créditos finais em seus filmes desde 1980. O primeiro foi Young Master.
  21. Chan aprendeu outros estilos de luta como caratê, judo, hapkido e boxe.
  22. Gracas a alguns poucos críticos, Chan decidiu filmar o filme Miracles de 1989. Grande sucesso na época, o filme foi comparado aos clássicos de Hollywood. Miracles foi um filme de ação com a mais bela fotografia de Hong Kong.

Jackie Chan sem dúvidas é um ótimo ator e lutador, com seu estilo próprio de fazer cinema, ele foi o substituto de Bruce Lee. Sua fama se estende tanto a ponto de virar sinônimo quando alguém faz alguma peripécia “ninja”.

Fonte: biography.com

5 personagens que foram escancaradamente baseadas em pessoas reais

Algumas pessoas são realmente abençoadas e conseguem inspiração para criar qualquer tipo de personagem. Stan Lee está ai como prova.

Mas, de onde vem essa inspiração? Será que essas mentes são tão brilhantes que tem um universo a parte em suas mentes? Veja 5 personagens que foram inspirados em pessoas reais.

5. Severus Snape

Todo mundo conhece, nem que seja só de vista, Severus Snape.

Snape faz parte do universo de Harry Potter, ele é o professor que pega sempre no pé de Harry. É, aparentemente, um inimigo do bruxinho, mas que no final da história, SPOILER, é o grande salvador de Harry.

Professor Snape

A inspiração

A escritora JK Rowling inspirou-se em seu próprio professor de química John Nettleship para criar o Professor Snape. Nettleship era sempre mal encarado e gostava de implicar com os estudantes, especialmente alunos brilhantes, que no caso era Rowling. A aparência física também foi transportada para o professor Snape.

4. O nazista da sopa

Essa nova geração pode não conhecer o bordão “Sem sopa pra você!”. Esse foi um slogan usado por um personagem de Seinfeld, conhecido como “O nazista da sopa”. Um cara que vendia sopa, e forçava os clientes a aderirem a um rigoroso conjunto de regras arbitrárias estabelecido por ele. Caso fosse questionado, o cliente ficava sem a sopa.

NoSoupForYou

A inspiração

O nazista da sopa foi inspirado em Al Yeganeh, fornecedor de sopa de New York City. Assim como na série, suas sopas eram conhecidas por sua excelente qualidade, mas Yeganeh também era famoso pela maneira como tratava seus clientes. Em vez de chamá-lo de nazista, as pessoas o chamavam de terrorista, por ele ser iraniano.

AlYeganeh

Quando alguns membros do elenco e escritores de Seinfeld foram para o restaurante após o episódio ter ido ao ar, Yeganeh afirmou que o tal episódio tinha acabado com sua vida. Naturalmente, Jerry Seinfeld deu uma desculpa sarcástica e sincera para Yeganeh, foi quando Yeganeh gritou “Sem sopa pra você!” para Seinfeld e o chutou para fora do restaurante, mas talvez tenha sido tudo um belo jogo de marketing, pois hoje ele tem franquias em sete estados.

3. Moe Szyslak

O velho Moe não precisa de apresentação, a menos que você viva dentro de uma Matrix.

Moe

A inspiração

O verdadeiro Moe era um ex-pugilista chamado Louis “Red” Deutsch, dono de um bar em Jersey City que acabou ficando famoso por cair em trotes telefônicos.

LouisDeutsch
Mas quando Matt Groening criou o personagem Moe Szyslak, não era exatamente o próprio “Red” que ele tinha em mente, mas sim sua voz. Mais especificamente, gravações dele profanando insultos, palavrões e ameaças de morte gravadas por trotes. Jim Davidson e John Elmo, eram dois punks dos anos 70 que não tinham nada melhor para fazer a não ser ligar para bares locais e passar uns trotes.

A maioria dos bartenders apenas desligava o telefone, mas Red sempre caia nas brincadeiras. Quando descobria que estava sendo tratado como idiota, ele começava uma série de insultos hilários. As gravações foram tão engraçadas que os dois amigos fizeram cópias e divulgaram por todo o país, tornando-se assim um viral. O próprio Groening admitiu que era fan dos trotes Tube Bar.

2. Funky Flashman

Funky Flashman é, provavelmente, o maior babaca que o mundo dos quadrinhos já viu. Ele não tem nenhum poder, nenhum talento e nenhuma integridade.

FunkyFlashman

Entre “seus feitos”, Flashman abriu uma loja em Metropolis chamada Super Store, onde fez milhões utilizando a imagem de super-herois como Superman e Batman sem a permissão deles, com a desculpa de que super-heróis são figuras públicas.

A inspiração

O desagradável, faminto de dinheiro e vigarista Funky Flashman foi uma grande caricatura de seu, na época, desafeto, ex-colaborador e chefe Stan Lee.

StanLee
A história de Kirby e Lee começa ainda na década de 1940, quando foi comprovado que Kirby foi co-criador do Capitão América, enquanto Lee era apenas o garoto que enchia os tinteiros. Com o passar dos anos, Lee subiu na MARVEL Comics e se tornou escritor e editor, enquanto Kirby, apos brigas, saiu da MARVEL e foi trabalhar na DC Comics. Sua reputação era sólida, mas sua situação financeira não.

No início da década de 1960, ele volta para a MARVEL e começa a trabalhar com super-heróis novamente. Entre 1958 e 1970, a dupla trabalhou em “O Quarteto Fantástico”, “Thor”, “Os X-Men”, “O Incrível Hulk” e “Homem de Ferro”. Esses são apenas algumas das criações deles. Muitas vezes Lee apenas entregava uma única folha de papel com pontos da trama, e Kirby e outros colaboradores faziam o resto. Lee e Kirby pareciam fazer uma boa dupla, uma espécie de Lennon e McCartney dos quadrinhos.

No entanto, Lee é que foi creditado como criador de todos os super-heróis, e não Kirby. Dai a ideia da loja de Flashman, utilizando a imagem dos super-heróis para ganhar dinheiro.

1. Charles Foster Kane

Citizen Kane, apontado pelos críticos de cinema como o maior filme de todos os tempos. Charles Foster Kane, interpretado por Orson Welles, é um homem de origens humildes cujo dinheiro e fama o transformaram em um homem velho, amargo e isolado do resto do mundo em seu enorme castelo.

CharlesFosterKane

A inspiração

Charles Foster Kane foi inspirado no magnata da publicação William Randolph Hearst. Embora Welles não achasse isso, as semelhanças entre eles são gritantes.

William Randolph Hearst
Para quem não conhece o filme e o magnata real, aqui estão algumas das semelhanças escancaradas:

Ambos vieram de famílias que fizeram riqueza da mineração.
Ambos tinham em seu currículo: mansões, antiguidades, artes e mulheres.
Ambos falharam em suas propostas para um cargo político.
Ambos tiveram uma showgirl por amante, e ambos usavam suas publicações para lançar elogios.

Hearst era velho, rico e poderoso. Ele usou sua influência para intimidar cinemas que fossem exibir o filme, ameaçando bani-los de publicidade em seus jornais. O resultado disso foi o fracasso de bilheteria. O filme foi literalmente vaiado a cada vez que era mencionado em prêmios em 1942. E foi assim durante 15 anos, até que o mundo percebeu que tudo não passava de uma companha de difamação da mídia.

O que podemos concluir é que a inspiração pode vir de qualquer coisa, a qualquer momento.
Não é apenas fruto da imaginação de alguns, a semente vem de algo ou alguém. Então, sempre que tiver uma ideia revolucionária, anote logo, pois dali 5 minutos você vai esquecer dela e nunca mais vai lembrar.

5 jogos modernos nada amigáveis de se jogar

A época dos games 8bits é considerada a época dos games mais difíceis lançados. Dá para entender, com 8bits não se pode ter gráficos lindos, então era investido na história do game e na dificuldade dele. Você tinha que descobrir tudo sozinho pois não existia internet, tinha que passar por um obstáculo por si só pois o game não te ajudava como acontece hoje, caso você morra demais em uma certa fase. Mas essa história dos games te ajudarem já é outro assunto.

Veja abaixo 5 games difíceis dos tempos modernos.

5. Spelunky

Spelunky

Spelunky pode parecer mais um desses joguinhos em flash para crianças, mas as aparências enganam. Se você perder a concentração um segundo sequer, tchau. E não adianta morrer duas, três vezes e pronto, decorei a fase. A cada “morrida” o cenário muda aleatoriamente. Então, Boa sorte!

4. Super Meat Boy

SuperMeatBoy

Em Super Meat Boy você controla um pedacinho de carne cúbico, seu objetivo é passar as fases passando por obstáculos nada amigáveis, se não fazer exatamente como se deve, a manobra com certeza te levará a morte, e você voltará ao início de tudo.

3. Counter-Strike

Counter-Strike

Todo mundo alguma vez na vida já ouviu falar de Counter-Strike.
Counter-Strike se não foi o primeiro, com certeza está entre os primeiros jogos multiplayers lançados. Considerado o avô desse estilo o game em si não é difícil, seus comandos são básicos, o que o torna difícil são as pessoas que o jogam.

2. Dark Souls

DarkSouls

Dark Souls é um RPG focado na aprendizagem de tentativa e erro, ou seja, você morrerá muito jogando ele. Se você incomodar um NPC qualquer e não matá-lo, ele te perseguirá pelo resto da vida, ou até você matar ele. Monstros enormes e igualmente mais fortes que você. Mas não fique triste quando você morrer, até os melhores gamers do mundo morrem nele. Só assim você saberá o que fez de errado.

1. I Wanna Be the Guy

I WannaBetheGuy

I Wanna Be the Guy está sendo considerado o jogo mais difícil de todos os tempos. Ele é cheio de referências a jogos clássicos, como Sonic por exemplo. Exatamente tudo pode te matar. Com certeza você passará muita raiva com esse game.

Se você procura um game um pouco mais hardcore pra jogar, essa lista te servirá bem, é só escolher um e divertir-se, ou não.

Eae, qual desses games você já jogou, fechou algum? Deixe nos comentários!

1º de Abril, o dia da mentira

O dia da mentira é uma data festiva mundialmente comemorada no primeiro dia de abril. Muitas pessoas nessa data pregam peças em amigos e familiares, a mídia também não fica atrás e faz suas brincadeiras também. Na Inglaterra as pessoas que caem nas brincadeiras de 1º de abril são chamadas de noodles, nos EUA são april fools, na Escócia april gowks e na França, poisson d’avril.

Não há uma explicação certa da origem do dia da mentira ser em 1º de abril. A teoria mais aceita nos leva ao século XVI, na França. Na época, o rei Carlos IX ordenou a troca do calendário Juliano que, no caso, começa em 1º de abril, pelo Gregoriano, lá em 1564. Assim, o ano começaria em 1º de janeiro. Muitas pessoas foram contra a mudança, e continuaram comemorando a passagem de ano de acordo com o calendário Juliano.

CharlesIX

Foi ai que surgiram as piadas, da resistência de alguns e da falta de informação de outros em relação à troca de calendários. Era comum as pessoas enviarem para esses “resistentes”, convites para festas de “fim de ano” falsas, casamentos, entre outras coisas. Essas brincadeiras logo espalharam-se por toda a Europa, chegando ao Brasil pelos portugueses.

Outra teoria diz que a tradição de 1º de abril já existia muito antes do explicado acima. A data, que marcava o equinócio da primavera, era motivo de festa na Roma Antiga. Uma das características das descontraídas comemorações era a pregação de trotes.

Pegadinhas de 1º de abril

Em 1983, Joseph Boskin professor de História da Universidade de Boston revelou à agência de notícias Associated Press mais uma possível explicação para o surgimento da data. A teoria referia-se ao Império de Constantino, na Roma Antiga onde um grupo de bobos da corte teria desafiado o imperador, dizendo que faria um governo melhor do que o dele. Constantino, divertindo-se com a provocação, deu aos bobos um dia no poder (1º de abril). A partir de então, a data virou motivo de gozação.

Essa notícia foi veiculada no dia da mentira, ou seja, tudo não passava de uma pegadinha do professor.

JosephBoskin
No dia 1º de abril de 1848, foi lançada a primeira edição do jornal “A Mentira”, em Pernambuco. Já de cara, ele trazia a polêmica manchete: “Morre Dom Pedro II”. Foi a primeira brincadeira do Dia da Mentira feita pela imprensa brasileira. A notícia deu o que falar, e só foi desmentida no dia seguinte.

A revista Veja e o jornal A Folha de São Paulo já foram noodles. Em 1983, a Veja veiculou uma notícia divulgada pela revista britânica New Scientist, que descrevia uma experiência bem-sucedida realizada na Alemanha, no caso era uma nova espécie de alimento, resultado da união de células de boi com células de tomate, dando origem a uma espécie animal-vegetal. A revista Veja só assumiu o erro após a publicação de uma matéria que revelava a mentira na Folha de São Paulo.

Nesse mesmo mês e ano, a própria Folha cairia em outra pegadinha inglesa, ao reproduzir, como verdadeira, uma matéria publicada no jornal inglês The Independent, que noticiava que arqueólogos teriam descoberto evidências materiais da existência da vila dos gauleses Asterix e Obelix. Porem, o jornal a Gazeta Mercantil publicou uma matéria a respeito da tradição inglesa de vincular notícias mentirosas em abril, citando como exemplo de piada, o anúncio da descoberta dos arqueólogos.

O dia da mentira nos cinemas

Em 1986 foi lançado o filme April Fool’s Day, dirigido por Fred Walton e roteiro de Danilo Bach. O longa é do gênero terror e conta a história de um grupo de jovens que vão até uma ilha remota passar o fim de semana do dia da mentira, mas, curiosamente, aos poucos os jovens são alvos de um assassino misterioso.

AprilFool’sDay1986

Em 2008 foi lançado o filme Dia da Mentira (April Fool’s Day), dirigido por Mitchell Altieri e Phil Flores, roteiro de Michael Wigart. Esse longa também é do gênero terror, e conta a história da jovem e rica Desiree Cartier que anualmente dá uma grande festa em sua mansão. A festa é muito conhecida pelos trotes pregados nos convidados no Dia da Mentira. Mas Desiree, seu irmão Blaine e mais cinco amigos são alvo de um misterioso assassino.

AprilFool’sDay2008

Até hoje não sabemos o real motivo da criação e disseminação dessa data, nesse dia é comum jornais, revistas e sites veicularem notícias fictícias como reais. O que sabemos é que hoje é 1º de abril, e você não saberá se essa matéria é verdade ou mentira. Apenas reflita e deixe nos comentários.